SOU UM LEICA STAR :-)

Estou sem palavras: fui eleito um dos 5 Leica Stars de Outubro da revista Vogue Itália e por causa disso estarei presente na exposição da Leica em Abril de 2015 em Itália. Estou mesmo sem palavras :-)))http://www.vogue.it/en/people-are-talking-about/vogue-arts/2014/11/leica-october-2014#ad-image

photovoguemelhordia10outv2

Anúncios

FIM DA INOCÊNCIA CHEGA À 11ª EDIÇÃO

Sim, estou contente. Muito. Quando publiquei este livro há 3 anos nunca pensei que ao fim deste tempo ainda continuasse a despertar tanta atenção. Muito obrigado a todos os que continuam a ler a a fazer deste livro um best seller 🙂

10 RAZÕES QUE LEVAM A QUE A LEI DA CÓPIA PRIVADA SEJA TOTALMENTE IDIOTA

(para quem não sabe, foi aprovada uma lei que diz que todos os objectos digitais de arquivamento vão sofrer uma taxa: de disco rígidos, a telemóveis, a pens passando por computadores)

1- Sou autor há mais de vinte anos (áreas televisiva, literária e fotográfica) e no primeiro mês como autor senti que devia inscrever-me na Sociedade Portuguesa de Autores (SPA). Achei que eles estavam lá para nos facilitar. No final desse mês perdi a minha inocência com a SPA. Apesar de quem me tinha contratado já ter pago à SPA em meu nome, para depois a SPA me pagar, ficando com comissão, a SPA tinha usado esse dinheiro para pagar a outros autores com ordenados de outros empregadores em atraso. Hã?! Exacto. Desisti da SPA ao fim de 3 meses porque se repetiu sempre o mesmo. Assim, passei a receber directamente de quem me contratava.
Em teoria faz sentido que seja a SPA a pagar aos autores o que lhes é devido desta lei. Mas a SPA não tem quaisquer capacidades para gerir os pagamentos a milhares de autores. Só quem nunca trabalhou com eles pode achar o contrário.

2- Enquanto autor preciso de um disco rígido. Sem ele nada do que escrevo ou fotografo fica arquivado. Ou seja, esta lei está a dizer que se eu arquivo material da minha autoria sou um pirata de mim mesmo.

3 – Quando fotografo, e tenho ganho prémios internacionais e sou publicado também lá fora, prestigiando o país, preciso de muitos megas. É facílimo encher um disco com 2 teras de memória com fotografias. Como há sempre o perigo de a minha casa ser assaltada, o disco rígido estragar-se, etc, tenho dois back ups em discos rígidos externos. Também eles de dois teras. Segundo esta nova lei, apenas para poder arquivar o meu material, que tem vindo a ajudar a que Portugal seja falado internacionalmente, terei de pagar uma taxa a multiplicar por dois backups.

4- Esta lei parte do princípio que eu vou arquivar vídeos, filmes, músicas que pirateei. O secretário de estado ainda deve estar a viver em 2008. Hoje em dia a maioria das pessoas que vê filmes ou séries sem pagar faz por streaming. Será que ele nunca ouviu falar no Wareztuga ou no PopCorn Time?

5- Será que ele também não ouviu fala na Cloud? Basicamente é um disco rígido gigantesco a quem eu alugo uma % de espaço por uma pequena quantia mensal. A maioria das empresas de cloud estão no estrangeiro e a preços cada vez mais baratos. Há já alguns de borla.

6 – O facto de ele dizer que um disco rígido por si só pode ser um elemento para arquivar pirataria, é o mesmo que decidir colocar um imposto na compra de carros para distribuir pelo Serviço Nacional de Saúde porque os carros podem provocar acidentes e assim sobrecarregar os hospitais.

7 – Para além de autor sou empresário, e vejo isto como mais uma medida que prejudica a economia, porque praticamente tudo o que seja tecnológico vai aumentar de preço: para além dos disco rígidos, dos ipads, dos telemóveis, das consolas, de pens que vão custar mais do dobro, etc, a própria mensalidade do Meo ou da Zon e caso tenham uma caixa com DVR com disco vai aumentar.

8- Será que o secretário de estado da cultura sabe que vivemos num mundo global onde posso comprar o que quiser em lojas online, que já por si têm preços mais baratos que nas lojas em Portugal? Eu vou deixar de comprar na FNAC e passarei apenas a comprar na Amazon ou noutra loja internacional que seja mais barata. Isto é mesmo bom para a balança comercial.

9- E já agora… o que é um autor? Supostamente é aquele que faz uma obra. Mas é autor o que faz uma obra e a vende? Ou também é autor aquele que cria apesar não ter vendas? Qual destes irá receber dinheiro? Em teoria deviam receber os dois. Mas se assim for, a partir de agora qualquer pessoa faz um mini livro em self publishing e já pode ser considerado autor e candidatar-se a receber dinheiro.

10- E por fim, como se define quanto é que cada autor ganhará? Tem a ver com o número de vendas unitárias do seu trabalho, com a quantidade de obras que faz, pela qualidade da obra?

Agora sim, é mesmo o fim: o António José Seguro já teve esta ideia há uns dois anos e rapidamente desistiu porque percebeu a sua imbecilidade. Quando o António José Seguro desiste de uma ideia sua é porque isso é assunto radiactivo. Ninguém se deve aproximar dele. Pelos vistos o Secretário de Estado deve ter muito pouco com que se ocupar.

Francisco Salgueiro – Autor (que acha esta lei uma imbecilidade apesar de em teoria vir a beneficiar com ela) www.franciscosalgueiro.com www.franciscosalgueirophotography.com

ENTREVISTA NA TVI 24

Para quem não viu, ou para quem viu e quer ver de novo e não tem caixa do meo ou nos, aqui estou eu a falar do meu novo livro “Estou nua, e agora?” na TVI 24 na terça feira dia 29.

A FOTO DO DIA NA VOGUE É MINHA :-)

Estou tipo um bocadinho contente. No dia 19 de Julho uma foto minha foi considerada como a Melhor Foto do Dia da photo Vogue. A Melhor. Sim. Não uma das melhores. A Melhor 🙂 (e estupidamente só hoje dei por isso)photovoguebestdiav2

AS MINHAS FOTOS EM DESTAQUE NOS ESTADOS UNIDOS :-)

Há dias em que uma pessoa acorda e fica feliz porque ganhou o Euromilhões: pode comprar uma torneira de ouro, uma escova de dentes com pelo de panda ou comer 10 big macs de seguida enquanto lhe fazem uma lipoaspiração ao mesmo tempo.

E depois há aqueles dias realmente felizes em que vemos o nosso trabalho reconhecido numa das publicações mais importantes a nível de fotografia nos Estados Unidos. E foi o que aconteceu hoje, quando o aCurator destacou sete fotografias tiradas por mim. Basicamente, estou feliz 🙂

http://www.acurator.com/blog/2014/07/francisco-salgueiro-portuguese-circus.html

acurator23jul2014

ENTREVISTA NA ANTENA 3

Estive na Antena 3 e sim, gosto muito de lá ir. Uma vez mais fui muito bem recebido pelo Diogo Beja e pela Joana Marques. São 14 minutos de conversa sobre o “Estou nua, e agora?” e não só. 🙂

SESSÕES DE AUTÓGRAFOS

Quem quer o meu novo livro autografado?
PORTO: Sexta-Feira dia 30 de Maio na Fnac do Norteshopping às 21:30.
LISBOA: Domingo dia 1 de Junho na Feira do Livro às 17:00.
Aparecem? 🙂

NOVO LIVRO JÁ À VENDA

nua

Em 2003 publiquei o meu primeiro livro. Agora seria aquela parte em que eu falaria da minha vida, dos 10 livros entretanto publicados e faria auto-elogios humildes. Não, não vou entrar em modo brinde no casamento. Se bem que não me importava nada de agora comer entre 3 e 5 fatias de bolo.
Vou directo ao assunto: hoje é publicado o meu novo livro 🙂 Chama-se “ESTOU NUA, E AGORA?” e prometo-vos uma coisa: vão adorar. É divertido, pesa mais de 200 gramas e até tem fotografias.
Leiam a sinopse, vão comprá-lo e depois enviem-me feedback para o mail do costume: francisco@franciscosalgueiro.com, ou então via facebook, twitter, instagram ou até por sinais de fumo.
Só mais uma coisa: muito obrigado por me acompanharem ao longo dos últimos anos e terem contribuído para os meus 3 best sellers 🙂
Só mais uma coisa – parte 2: o novo livro não foi escrito com acordo ortográfico.
Agora, xô, toca a comprá-lo.

 

Sinopse:

Quantas vezes acordamos com vontade de mudar de vida? Deixar para trás os mesmos lugares, as mesmas pessoas, a relação que não vai a lado nenhum?

Alex, uma nova iorquina, vive uma vida perfeita: acabou o curso e tem um emprego garantido. Está prestes a cumprir os sonhos que desenharam para ela. Mas um desgosto de amor leva-a a viajar pelo mundo. Precisa de se conhecer melhor e ultrapassar os seus medos. Da Tailândia ao Brasil, da Austrália a Marrocos, faz Couchsurfing dormindo em colchões, beliches, camas limpas, camas sujas, parques públicos – até em minha casa, em Lisboa. Foi então que decidi escrever este livro.

Nudismo, algum sexo, ilhas paradisíacas, jantares românticos, protestos de rua, festivais no deserto, um encontro com Nelson Mandela, mulheres que disparam bolas de ping pong das suas zonas mais íntimas – tudo isto faz parte desta apixonante história real passada nos sete continentes ao longo de um ano, que representa tudo aquilo que gostaríamos de fazer: sair da nossa zona de conforto.

Há pessoas que cometem erros por se acomodarem e outras que cometem erros por tentativa. A Alex preferiu errar tentando. E vocês?

VEM AÍ NOVO LIVRO. E É DOS BONS.

EstouNua_Banner FB

Gostaram do “Homens Há Muitos”? Choraram com “A Praia da Saudade”? Ficaram chocados com os “Fim da Inocência”? Então preparem-se, porque vão sentir tudo isto no meu próximo livro “Estou nua, e agora?”.

Aqui fica a micro, micro, micro sinopse: “Quantas vezes acordaram de manhã com vontade de mudar de vida? Deixar para trás a comida aquecida no micro ondas, a relação que não vai a lado nenhum e o trabalho que odeiam?”

Preparem-se para a aventura do ano. Baseada em factos reais.

 

À venda dia 20 de Maio.